BELTANE

Beltane marca a entrada do Deus Cornífero no seu período adulto. Ele já não é mais um jovem sedutor e se transformou num verdadeiro homem.

Dentro de si habita toda a potência da natureza masculina, e ele deseja a Deusa ardentemente. Ela também se apaixona, e juntos fazem amor sobre as relvas floridas.

Nesse ritual, deve-se colocar no jardim um tronco ou mesmo um bambu, no centro de um grande círculo.

Esse poste deve ser muitas fitas coloridas que cairão quase até o solo. As pessoas deverão dançar em círculo, segurando a ponta de uma fita. Na verdade, esse poste representa nada mais nada menos do que o fallus, ou seja, o órgão genital masculino.

Deve-se ter também nesse período o caldeirão repleto de água com flores boiando na sua superfície.

O altar deve estar decorado com uma grande variedade de flores. É tempo dos feitiços ligados à fertilidade feminina e ao amor.

A Deusa é, então, venerada como noiva, e o Deus, como Senhor da Floresta.

Beltane é tempo de celebração da Sagrada União.

ERVAS TÍPICAS: Amêndoa, Angélica, Freixo, Margarida, olíbano,Hera,Mal-me-quer.

COMIDAS TÍPICAS: Alimentos vindos ou derivados do Leite, Creme de cravo-de-defunto,Sorvetes de baunilha, bolos de aveia.



Voltar Índice-Sabbats
Voltar para a Página Inicial